SOLIDARIEDADE AO POVO DO CHILE! CONTRA O AJUSTE E A REPRESSÃO DE PIÑERA!

Como tem acontecido nos últimos anos em diferentes países da região, produto do surto de ajuste e repressão que atinge diferentes setores da classes oprimidas, vemos nas ruas uma grande resistência ativa e popular. Analisados em conjunto essas ondas parecem responder, como é geralmente, ao alinhamento de governos para interesses imperialistas.

Além do aumento do custo de vida, insegurança no trabalho, pilhagem dos ativos bens comuns, falta de moradia, saúde e educação, outro denominador comum é o repressão selvagem que os Estados realizam para conter as enormes mobilizações, em muitos casos com o uso da força militar.

Podemos dizer hoje que esse também é o caso no Chile. Viemos de décadas de luta pelo acesso à educação, moradia, em defesa do salário e acordos de recuperação de territórios ancestrais, com destaque para os/as estudantes, portuários, movimento de mulheres, assembléias comunidades ambientais e mapuche, entre outros setores.

Hoje explode massivamente a rebelião contra o aumento do transporte público, contra medidas do governo Piñera, que não hesitou em enviar as forças repressivas para rua – o mesmo que a ditadura de Pinochet -, e restringir ainda mais os direitos de protesto e participação política, impondo um toque de recolher e somando dois mortos e pelo menos 16 feridos até agora nos dias de repressão

Mas a resistência também aumentou e devemos reconhecer como uma conquista o fato de Piñera recuar com o aumento de passagem.

Assim como aconteceu no Equador, Haiti, Porto Rico, onde o avanço do poder popular conseguiu conter o ataque das classes dominantes, esperamos que o mesmo ocorra no Chile, onde os setores populares têm um rico histórico de lutas e resistência ao longo da história. Acreditamos que esse movimento iniciado por estudantes e outros setores populares, poderão colocar um freio tanto nas políticas neoliberais quanto à perseguição e repressão que o governo desencadeia nos de baixo.

Do anarquismo organizado, acreditamos que é de vital importância multiplicar nossa participação e promover ativamente esses processos de resistência popular, nascidos no acúmulo de tensões e reivindicações populares, orientadas a gerar objetivos, estratégias e alianças com diferentes setores da classe oprimida.

Mostra-se prioridade transcender e transbordar qualquer tentativa de liderar eleições, que os setores reformistas institucionais nos acostumaram (deslocando os interesses da classe oprimida pelos da burguesia), como eles tentaram no Equador, onde estavam claramente expostos e desorientados. A necessidade de uma greve geral e de uma grande mobilização para derrubar o ajuste e a repressão de Piñera está à vista.

A solidariedade ativa das organizações populares em todo o continente devem se expressar imediatamente em embaixadas, consulados e multinacionais chilenas com sede nos países da região.

Viva a luta do povo chileno!

Abaixo ao ajuste e a repressão de Piñera!

Arriba las/los que luchan!

CAB – Coordenação Anarquista Brasileira

FAU – Federación Anarquista Uruguaya

FAR – Federación Anarquista de Rosario (Argentina)

FAS – Federación Anarquista Santiago (Chile)

OAC – Organización Anarquista de Córdoba (Argentina)

 
Posted in Notas | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em SOLIDARIEDADE AO POVO DO CHILE! CONTRA O AJUSTE E A REPRESSÃO DE PIÑERA!

BASTA DE INTERVENÇÃO EM ROJAVA! TODO APOIO À REVOLUÇÃO CURDA!

Depois de mais de meia década a implantar um novo jeito de viver, produzir e existir – com ecologia social [1], com igualdade de gênero e derrotando o capitalismo, o terrorismo e o patriarcado cotidianamente em uma revolução social libertária [2], as e os bravos combatentes do Curdistão, no noroeste da Síria, hoje amanheceram precisando lidar com mais um ataque violento contra sua autonomia e seu povo.

Dessa vez, são os Estados Unidos, que se beneficiaram do fato de os exércitos curdos serem a única força terrestre [3] enfrentando cidade a cidade os fundamentalistas do Estado Islâmico, que agora abrem as portas e estendem o tapete para que a Turquia, governada pelo facínora Erdogan, cometa um genocídio feroz contra o povo curdo, destruindo sua revolução e tomando seus territórios liberados [4].

O povo curdo, através dos seus exércitos populares, destruiu o Estado Islâmico [5], perdendo mais de 10 mil combatentes que deram suas vidas pela liberdade de seu povo, ao mesmo tempo em que inaugurou um dos processos mais avançados de luta popular revolucionária, construindo, de uma só vez, uma sociedade anticapitalista, libertária, ecológica, com liberdade sexual e radicalmente feminista [6].

A brava rebeldia em Rojava, que muito nos inspira e cujos ganhos são também sentidos por nós, aqui neste canto do mundo, como sopros de esperança e luzes que apontam para o poder da ação direta e revolucionária feita sem Estado e sem patrão, é uma rebeldia que não se dobrou diante de cada nova investida do terror religioso e do terror de Estado, e que seguirá, mais uma vez, em pé, de punho erguido contra mais esse ataque se prepara no horizonte.

Nos solidarizamos radicalmente ao povo do Curdistão, denunciando que o imperialismo não hesita em atacar as ousadas experiências dos povos ao redor do mundo, e nos colocamos lado a lado às unidades de proteção popular em Rojava, estendendo o ombro fraterno e o punho militante sempre em riste a defender a revolução, a resistir ao imperialismo e a construir outro mundo sem estado, sem patriarcado e sem capital.

Todo nosso apoio à resistência curda!
Não ao ataque turco e a qualquer intervenção estrangeira!
Não arredar pé! Rodear de solidariedade os povos em luta!

  1. https://rojavaazadimadrid.org/la-ecologia-social-y-el-mundo-no-occidental/?fbclid=IwAR26EwNKsnAMW4CLleJ6E8zQTOaQK4VvP1O6JHLwULfTkY_YHy8d7oRK0UY
  2. http://www.seer.ufu.br/…/criticasociedade/article/view/39283
  3. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452019000100009&fbclid=IwAR1drdTUv-meMrqJySU8nZv7Au219pPI2xFn84_pyZ52BtGhmzRf4w8-oD0
  4. https://sicnoticias.pt/mundo/2019-10-07-Curdos-sirios-alertam-que-invasao-militar-turca-vai-fazer-ressurgir-Daesh?fbclid=IwAR1evGEn3d4JNWkJNz-h_6WOg0dE4ISyfcbMPsHs49SmyPCsGspSHRbAfcc
  5. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/forcas-curdo-sirias-expulsam-estado-islamico-de-kobane.html?fbclid=IwAR0GRi9QyU4tqyrM_ZGTRDsjxicaihWM_yc9GGja-62qLRA2faFer3XVWE4
  6. https://www.vice.com/pt/article/9kwpzv/a-revolucao-mais-feminista-que-o-mundo-alguma-vez-testemunhou?fbclid=IwAR0qOD9ESjNe_UwCINBAiK4awM3hwWKrzRUkr3Gew5nHxhIEvE6JYgSxpiM
Posted in Notas | Tagged , , , , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em BASTA DE INTERVENÇÃO EM ROJAVA! TODO APOIO À REVOLUÇÃO CURDA!

SOLIDARIEDADE AO POVO EQUATORIANO EM RESISTÊNCIA AO PACOTE DE MEDIDAS E À REPRESSÃO DE LENIN MORENO

Manifestamos nossa mais profunda solidariedade com o povo equatoriano, nesse momento mobilizado contra o pacote de medidas do presidente Lenin Moreno e suas políticas de ajustes e fome. Pudemos observar nos últimos meses como o regime de Moreno tem avançado sobre os setores populares, tentando atacar suas principais conquistas. Exemplo disso são das tentativas de aumento dos combustíveis (o que provocará aumento imediato dos produtos da cesta básica, o transporte e o custo de vida), e a proposta de uma reforma trabalhista antipopular, que expressa o aprofundamento de políticas de corte neoliberal.

A isso, devemos somar uma retomada de relações carnais com o imperialismo norteamericano e o reestabelecimento de apoio à organismos credores como o FMI, em uma economia já dolarizada há muitas décadas.

Mas os setores populares, sindicatos e organizações sociais e os povos originários de Equador, longe de ser espectadores do processo de desmantelamento, vem oferencendo resistência com atos e manifestações. Nos últimos dias, o descontentamento popular transbordou-se pelas ruas em manifestações com milhares de pessoas nas principais cidades, o que fez o Estado responder com a maior brutalidade, deixando cerca de 300 feridos, e colocando o país em Estado de sítio.

Se a situação é bastante crítica, e se vivem horas decisivas para o povo equatoriano, as organizações populares decidiram seguir nas ruas para resistir ao avanço da repressão – de tons ditatoriais – e rechaçar de maneira contundente o avanço neoliberal, fazendo frente ao avanço imperialista na região. A consigna que se repete nas ruas de Quito, Guayaquil ou Cuenca chama a se aprofundar a luta e a resistência contra as forças repressivas e o Estado equatoriano.

Desde nossas regiões, não podemos fazer outra coisa que somarmos a fazer resistência e pressão nesse sentido, indo inclusive nas embaixadas e consulados do Equador.

Viva a resistência do povo equatoriano!
Abaixo o pacote de Moreno!
Arriba los que luchan!!

Assinam:
*Federación Anarquista uruguaya – FAU (Uruguai)
*Coordenação Anarquista Brasileira – CAB (Brasil)
*Federacíon Anarquista de Rosario (Argentina)
*Federación Anarquista Santiago (Chile)
*Roja Y Negra (Argentina)

 
Posted in Notas | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em SOLIDARIEDADE AO POVO EQUATORIANO EM RESISTÊNCIA AO PACOTE DE MEDIDAS E À REPRESSÃO DE LENIN MORENO